Semente de tomate faz mal?

O tomate é rico em antioxidantes e nutrientes como a vitamina C, e tem poucas calorias. Mas você já ouviu falar que a semente do tomate faz mal para os rins? E acreditou? A seguir, veja alguns mitos e verdades sobre as sementes do tomate.

Semente de tomate causa pedras nos rins: MITO.

As sementes de tomate não causam pedras nos rins nem aumentam as chances de ter doenças renais, mas se você já tem pedras de oxalato de cálcio no rins, é melhor retirar as sementes do tomate antes de comer.

Semente de tomate piora a crise de diverticulite: VERDADE.

As sementes de tomate pioram a crise de diverticulite, quando a pessoa sente dor e precisa fazer uma dieta pobre em fibras. No entanto, elas não aumentam os riscos de ter diverticulite ou de iniciar uma nova crise, podendo ser consumida sem medo quando a doença estiver controlada.

Semente de tomate é proibido na gota: MITO.

A semente de tomate pode ser consumida por quem tem gota, pois o tomate contém pouca quantidade de purina, substância que participa da formação do ácido úrico e por isso não faz tão mal como as carnes.

Tomate protege contra o câncer de próstata: VERDADE.

O tomate é um importante aliado para a prevenção de diversas doenças, inclusive alguns tipos de câncer como na próstata e de cólon, devido à presença de substâncias antioxidantes como o licopeno e vitamina C.

Semente de tomate faz mal para o pâncreas e a vesícula: MITO.

O tomate e as suas sementes na verdade contribuem para a saúde do pâncreas e da vesícula, pois ajudam o bom funcionamento de todo o sistema digestório e na eliminação de toxinas. Além do pâncreas e da vesícula, o tomate também ajuda a combater doenças do fígado.

Semente de tomate ajuda a afinar o sangue: VERDADE.

O gel que recobre a semente do tomate ajuda na prevenção de coágulos no interior dos vasos sanguíneos, o que protege o organismo de problemas como infarto e AVC. Além disso, o tomate também ajuda a prevenir o colesterol alto e doenças cardíacas.

Tomate tem muito agrotóxico: VERDADE.

O tomate tem um elevado teor de agrotóxicos que são utilizados na sua produção, mas esse problema pode ser diminuído lavando bem esse vegetal e retirando a sua casca antes de comer, ou optando pelo tomate orgânico na hora da compra.

Fonte: Tua Saúde

Comentários

Veja outras postagens dos nossos parceiros:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *